I am a girl filled with dreams.

Amo-o.



Como é que eu consigo dizer-lhe o que sinto e depois cumprimentar-lo não? Como é possível que tenha coragem para algo tão grande e seja cobarde nas situações mais pequenas? Como é possível que eu deixe alguém como ele, que sempre foi simpático para mim, ir? Como é possível que, apesar de só ter mais 7 semanas para estar com ele, para o ver, para falar com ele, continue sem coragem para o cumprimentar? Como é possível que, mesmo depois de um ano sem estar com ele, não consiga dizer "eu não sinto nada por ele"? Como é possível que eu há algumas semanas atrás tenha pensado que tinha esquecido? Não pensei, menti a mim mesma porque era o melhor. E foi? Claro que não!
Hoje vi-o a olhar para um papel de uma faculdade. Apeteceu-me chorar? Claro. Fi-lo? Não na escola. Claro, quando cheguei a casa. Não consigo. Vai ser o mesmo que na básica. Vou esperar até à última da hora para me mentalizar que é desta, sem me despedir, sem nada, que ele se vai embora. Mas eu não quero. Eu quero que ele fique. Quero que tudo fique. Quero que elas fiquem. Quero que ele fique. Por vezes quero que eu fique. Amo-o. Mesmo. O que é que se passa comigo? Como é que eu posso amar alguém que já só é uma memória? Como é que eu posso amar alguém que me faz mais vezes chorar do que rir? Não sei, mas amo.
E hoje, quando o vi de manhã, a entrar no bar foi como se, de repente, tudo estivesse bem, tudo fosse perfeito, tudo ... sei lá, com alguma razão de ser talvez.
Claro que esperava que ele viesse jogar ping-pong como fazia antes. Mas ele não veio.
Temos aulas no mesmo pavilhão. Claro que esperava que ele olhasse para eu lhe ter dito olá. Mas ele não olhou.
Mas apesar de tudo, hoje senti o que sinto desde a segunda semana de aulas do 10ºano: Que o amo.

4 comentários:

Cat's disse...

Aquilo que hoje te parece uma tragédia amanhã vai passar..vai custar toda essa mudança...mas é quando menos esperas que as coisas boas acontecem! just believe ;)

Cat's disse...

Acredita...é quando menos esperamos...quando nos deixamos ir que as coisas boas acontecem ;)

Cat's disse...

Sim :) Por experiência própria te digo...às vezes desperdiçamos demasiado tempo a sofrer por antecipação..ou a desejar que as coisas sejam diferentes e é quando nos distraímos desse assunto que as coisas boas acontecem .

Miguel Pereira disse...

Se tiverem que ficar juntos, o destino vai encarregar-se de tratar disso. Força :)

http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/