I am a girl filled with dreams.

Reencontros.

;)

Corremos uma para a outra como um marido corre para a mulher depois de voltar da guerra. Ela abraçou-me como se não nos víssemos à anos. E a verdade é que estava quase a fazer um ano desde a última visita. E ali estávamos nós, melhores amigas, em vez de separadas por quilómetros de distância, apenas por uma mala onde apoiávamos os braços. 
***
A vida é assim, por vezes, separa-nos das pessoas que mais nos são necessárias para mantermos a nossa sanidade. A minha mãe chama a essas pessoas âncoras. Âncoras no sentido que essas pessoas nos ajudam a manter os pés na Terra e a não nos passarmos nem ficarmos tristes sem sentido.
***
As folhas, como é Outono, caíam levemente no chão. Todo o cenário era de um laranja e castanho acolhedor. Ela falava, contava-me as novidades e eu ouvia, ocasionalmente comentando as suas aventuras. Quanto a mim não haviam muitas novidades a contar.
***
- Como vai Viseu? - Perguntei.
- Bem e como vai Lisboa? - Respondeu ela com um sorriso. Como eu tinha saudades daquele sorriso... 
Viver longe dela tem sido demasiado difícil. Nunca farei uma amiga como ela. Ela é insubstituível.

2 comentários:

Catarina Ribeiro disse...

oh *-* que amizade tão linda ! Eu acho que ancora é uma boa definição para certas pessoas.

Alana C disse...

Ohh tao emocionante...estar longe de amigos assim nao é justo, como se uma parte de nós estivesse igualmente la e nao ca...